MENU

3 de fevereiro de 2017 - 17:53Indy, Indy Lights

Próximo passo

Por Gabriel Curty

Matheus Leist tinha uma escolha importante a fazer para 2017. Para a surpresa de quase todo mundo, o gaúcho de 19 anos abriu mão da GP3 e do automobilismo europeu, optando pela Indy Lights – correndo na equipe campeã Carlin – e pelo sonho de ter uma carreira mais estável nos EUA.

Questionado sobre a escolha, Leist disse algo bem interessante e que serve de reflexão para os demais que sonham com um futuro no automobilismo internacional. O gaúcho, reconhecidamente talentoso e campeão da F3 Inglesa, disse que o automobilismo europeu está “cada vez mais político”. Amanhã, no GRANDE PRÊMIO, a entrevista completa com ele.

Leist é um dos pilotos brasileiros mais promissores que apareceram nos últimos tempos. A decisão de ir para os EUA é bastante corajosa e fora dos padrões, mas não acho que seja errada. Longe disso. Ao abrir mão de uma vaga na GP3, ele também abdicou de um futuro indefinido, tentando a sorte em uma categoria que exige menos financeiramente e que dá mais possibilidades de profissionalização.

 

2 comentários

  1. Wanderson Marçal disse:

    Ponto pra Indy! Espero que consigam logo trazer a terceira montadora pra aumentar pra 28 carros o grid como sonha o Jay Frye e assim abrir espaço para a boa molecada da Lights e mais aqueles que sonham em sair da Europa decadente e tentar o sonho nos EUA. Boa sorte ao rapaz!

  2. Leandro disse:

    Não sei se é muito justo falar que foi uma decisão “corajosa”, porque dá a entender que ele corre mais riscos tentando subir pra Indy do que tentando subir pra F-1. Não concordo com isso.

    Se a F1 é mais política, a Indy é mais esportiva e mais meritocrática, fora as maiores chances que ele vai ter pelo simples fato de a Indy ter mais carros.

    Melhor que isso, só se a Carlin quiser levar ele pra Indy 500!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>